nota VI

aqui nada acontece por acaso e não é por acaso que tomo determinada atitude em determinado dia. por onde se passa deixa-se rasto, e seguir o rasto a algo, é fácil, desde que se queira. se eu quero, eu consigo. portanto, tenho. tem que se mudar tanta coisa. tanta coisa. tem que se ter tanto cuidado. tanto cuidado. ninguém sabe fingir mas não importa quando quase ninguém se apercebe. desta vez tiveste azar.
blog? São ensaios cegos, lúcidos, físicos & metafísicos. É uma mente deteriorada e uma mão cansada. Ou incansável. Relógios parados. E sangue? (...) Mas sobretudo perda de tempo. E possivelmente mais qualquer coisa. Não sei. Incerteza também.

yeah, thanks

© 2010, Luna