seis horas e eu tinha feito uma pergunta

Tenho saudades. E ter saudades nunca foi bom. Ter saudades de coisas indefinidas, ainda pior.
E medo, tenho medo.
E a mania de sofrer por antecipação também.
Olha, sou humana!
Mas diz-me Maurice Gex que desta vez isto até faz sentido. Diz-me que desta vez quem tem a arma na mão não sou eu. Se bem que, poderei possuí-la de um momento para o outro com um estalar de dedos. Mas e então? Não quero.
Desta vez não sou eu que mato nada. Deixei-me disso. O sangue faz escorregar e ninguém gosta de cair. Eu, muito menos.
A racionalidade é fodida. E a filosofia também. Acho que foi a última coisa que me ensinaste com prazer - e eu nem entendi à primeira.
Filosofia, tss... Maurice Gex; pois sim. Saudades e ponto final. E humana.
Frustração também, mas isso é tão complicado que nem me atrevo a tocar-lhe. E tu continuas aí, quase ironicamente. Humanos!

Carolina
blog? São ensaios cegos, lúcidos, físicos & metafísicos. É uma mente deteriorada e uma mão cansada. Ou incansável. Relógios parados. E sangue? (...) Mas sobretudo perda de tempo. E possivelmente mais qualquer coisa. Não sei. Incerteza também.

yeah, thanks

© 2010, Luna